segunda-feira, 9 de maio de 2016

FAZER O QUE GOSTA OU GOSTAR DO QUE FAZ ? VOCÊ ESTÁ COMPROMETIDO COM O SUCESSO OU ILUDIDO POR UM CONTO DE FADAS?







Muita gente tem a ilusão de fazer apenas aquilo que gosta.

É importante fazer o que gosta, e transformar aquilo que gostamos de fazer em nossa profissão.

É duro dizer, mas infelizmente alguns passarão a vida toda tentando descobrir "o que realmente gosta de fazer", e ainda assim não saberão.

E sabe por quê?


Porque estão mais preocupados com a "chegada e não com o trajeto em si".

Durante o tempo que trabalhei com Recrutamento e Seleção de pessoas, vi e ouvi muita coisa.

Por isso, afirmo categoricamente que 95% dos candidatos entrevistados estavam mais preocupados com o plano de benefícios da Empresa, que as atribuições de seu cargo.
 

Conheciam superficialmente o cargo, mas não se aprofundavam à ponto de entender todas as particularidades.

Continue lendo, que mostrarei à você o por quê muitos não gostam do que fazem e como mudar isso. Como sentir prazer e satisfação em seu trabalho sem passar a vida toda buscando por uma fórmula mágica.

Além disso, neste artigo vamos aprender mais sobre:

  • Aprenda à gostar do que faz;
  • Sútil diferença entre EMPREGO e TRABALHO;
  • Colocar PAIXÃO em seus projetos;


GOSTE DO QUE FAZ!





Antes que nada, entenda algo: Ninguém ama aquilo que desconhece.
 
Entender isso já é "meio caminho percorrido".

E quanto mais você brigar com aquilo que faz, menos gostará daquilo que faz.

Por isso, tente se aprofundar naquilo que faz, estudar sua área e com certeza amará sua profissão.

Permita-me contar uma experiência pessoal que tive na última empresa que trabalhei:
 
Quando saí da área Comercial e fui promovida ao RH dessa Empresa, logo de início fui designada como Preposta em uma audiência trabalhista, algo que nunca antes havia participado.

Não conhecia absolutamente nada de Justiça do Trabalho. Não tive treinamento algum.

E pior, fui avisada de última hora que eu deveria "correr" para o Forum que tal pessoa estaria me aguardando...

Busquei rapidamente na internet sobre função de um preposto em audiência trabalhista, e fui....

E sabe qual foi o resultado? Péssimo!

Minha primeira audiência foi um verdadeiro desastre! Ainda bem que o Juiz foi um gentleman comigo, porque era evidente que eu estava demasiadamente perdida, sem saber nada de nada.
 
O que fiz então? Cruzei os braços?

Em absoluto!

Busquei ajuda do Departamento Jurídico da própria Empresa ( esse funcionava muito bem), e em parceria com pessoas brilhantes de lá, junto com o escritório contratado recebi uma espécie de Roteiro para Prepostos.

Além disso, e por conta própria, passei 01 dia inteiro no Fórum Trabalhista, assistindo todas as audiências e prestando atenção em cada detalhe, além de fazer muitas anotações

Em pouco tempo, aprendi bem o trabalho.

Sabe por que isso?

Embora eu não amava aquela atribuição de minha função no momento, pelo fato de ser algo desconhecido, passei a cuidar tão bem daquilo, à ponto de dedicar horas e horas de estudo e foco.

Passei à estudar as Iniciais e a Defesa como se estivesse concorrendo à um vestibular de Medicina da USP!

E qual foi o resultado?

 
Em pouco tempo, bem pouco mesmo, estava totalmente apaixonada por essa área, à ponto de pensar até em cursar uma Faculdade de Direito.

Mas recordam?

A princípio nem sabia se gostava ou não, pois não conhecia.

Conheci, me aprofundei e amei!

E aí, está gostando?

Continue lendo, e tenho certeza que gostará ainda mais do que está por vir.

Mas antes, me permita esclarecer a diferença entre emprego e trabalho:


EMPREGO X TRABALHO






Vamos à explicação mais lógica possível:

A palavra EMPREGO basicamente significa FUNÇÃO ou CARGO, geralmente com "registro na carteira".

Alguns buscam um emprego visando segurança financeira ou conforto. Outros se preocupam com os "benefícios" agregados à esse emprego.
 

Há também aqueles que querem apenas "status". Ser "Chefe", sabe? Esses eu já "sacava" logo de cara e nem perdia muito tempo.

E havia também os indecisos, que qualquer cargo servia, mesmo cargos extremamente distintos, como por exemplo, Comercial e Administrativo.

Por fim, poucos, bem poucos mesmo se preocupam com o papel desempenhado na Empresa, e o quão significativo isso seria para sua carreira e realização profissional.

Diferentemente, a palavra TRABALHO refere-se ao conjunto de atividades produtivas ou criativas que o homem exerce para atingir determinado fim.

Percebam... a definição do termo refere-se à produzir e criar....


Isso nos faz crer que quem gosta de trabalhar não está excessivamente preocupado apenas com salário e benefícios.

Vai mais além. Pensa fora da caixa. 

  
Está preocupado em identificar se a atividade desempenhada tem à ver com seu perfil, se poderá desenvolver uma carreira bacana, se poderá contribuir com a Empresa talvez criando algo novo.

Além disso, está consciente que o $ucesso financeiro será consequencia de seu esforço e trabalho.

Esse perfil de candidato gosta de colocar a mão na massa, não é o puxa saco, mas aquele que gosta de fazer algo impecável, não visando elogios ou bajulação do chefe e pares, mas porque se cobra o suficiente para provar a si mesmo que é bom naquilo que se propõe à fazer, pois coloca paixão em tudo que faz.

E por falar em paixão, por que isso fará tanta diferença em seu trabalho e sua carreira?



COLOQUE PAIXÃO EM SEUS PROJETOS





Quer ter SUCESSO em sua profissão, carreira, empreendimento, vida pessoal, ou seja lá o que for?

Coloque PAIXÃO em tudo que faz. Transforme seu trabalho em algo alegre e prazeroso.

Paixão fará você se desafiar à cada dia.

Te moverá à sugerir melhorias e idéias brilhantes no ambiente de trabalho.
 
Mesmo que em uma função operacional passará de um mero espectador à peça importante de um projeto. Terá proatividade!

A paixão te moverá à ser um profissional cada dia melhor. Te moverá à praticar a reciprocidade, tão escassa nesse perverso Mundo Corporativo.

E finalmente a PAIXÃO te fará não desistir de seus projetos. Te fará uma pessoa mais perseverante e forte.
  

CONCLUINDO... 

 
Busque um sentido naquilo que faz.


Se não gosta do que faz hoje, mude o disco, vire o jogo, feche a página, comece tudo outra vez.

Nunca é tarde para inicar um projeto ou fazer algo que te faça "pular da cama" feliz todos os dia.

Busque por algo que faça seu "coração cantar", e descobrirá que é possível sim amar aquilo que faz!

Espero que tenha sido útil.

Abs, e até a próxima.

Cátia Duville


Fontes de Consulta:

http://www.alumni.fea.usp.br/empresaria-alia-empreendedorismo-sua-paixao-por-arte
http://noticias.universia.com.br/emprego/noticia/2012/11/29/985559/6-dicas-ter-paixo-pelo-seu-trabalho.html

0 comentários:

Postar um comentário